Polícia confirmou mais um morto em coletiva nesta segunda

O ministério do Interior da Catalunha confirmou em entrevista no início da tarde desta segunda (hora local) que o número de vítimas fatais nos atentados de quinta-feira em Barcelona e Cambrils subiu para 15.

A polícia acrescentou ao número inicial de 14 um jovem apunhalado em Sant Just, que teria sido morto durante a fuga do terrorista responsável pelo ataque, o marroquino Younes Abouyaaqoub, de 22 anos, motorista da van que atropelou mais de 100 pessoas, matando 13.

No total foram seis espanhóis, três italianos, dois portugueses, um belga, um norte-americano, um canadense e um australiano. Todos foram identificados pr digitais ou exames de DNA, afirma o El País. Pelo menos 150 profissionais participaram dos trabalhos de reconhecimento.

Entre os feridos, dos de Barcelona ainda há nove em estado crítico e 10 em estado grave. Já do ataque em Cambrils, há três em estado grave.

A polícia conseguiu encontrar também um carro que perdencia ao imã de Ripol, Abdelbaki Es Satty, 45, tido como mentor dos ataques. Segundo a polícia catalã, ele estaria entre os mortos de uma explosão em uma casa que pertencia à célula terrorista que organizou as ações no país, em Alcanar.

Fonte: Notícias ao Minunto

Comentários: