'A delação não pode ser avacalhada, é um instrumento sério. É preciso que ela seja materializada em provas.', disse o ex-presidente

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se manifestou nesta terça-feira (27), sobre a condenação do ex-ministro petista Antônio Palocci, sentenciado pelo juiz Sergio Moro a 12 anos e dois meses de reclusão por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Lula disse que 'até agora nada de acusação (na Lava Jato)'.

O ex-presidente que está aguardando a qualquer momento a sentença de Moro no caso do tríplex do Guarujá, também na Lava Jato, apresentou críticas ao julgamento. "Foram 73 testemunhas para me inocentar e nenhuma para me acusar. No final, eles fizeram o empresário Léo (Pinheiro, da OAS) apresentar outro discurso. Trocaram o advogado para orientar ele a dizer que sabia. A delação não pode ser avacalhada, é um instrumento sério. É preciso que ela seja materializada em provas.", disse o ex-presidente.

E seguiu: 'O Palocci foi condenado ontem, mas não tem nenhuma prova a não ser a delação. Fica palavra contra palavra e ninguém pode ser condenado por isso', disse em entrevista à rádio Itatiaia nesta manhã.

O ex-presidente manteve o discurso de que os procuradores não apresentaram, até o momento, nenhuma prova de que ele seria o dono do apartamento e que está tranquilo com a sentença que venha a ser atribuída a ele.

 

Fonte: Noticias ao Minuto

Comentários: