Homem de 30 anos está em prisão preventiva desde o dia 27 de junho deste ano. Vítima de 38 anos foi assassinada no dia 11 de junho de 2016.

Justiça nega pedido de habeas corpus a pecuarista que mandou matar homem em bar de Jaru

Ariquemes,RO - OTribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) recusou o pedido liminar de habeas corpus para um pecuarista de 30 anos que está em prisão preventiva desde o final de junho deste ano na Casa de Detenção de Jaru (RO), município a 290 quilômetros de Porto Velho. Segundo o judiciário, ele contratou dois criminosos que assassinaram um homem de 38 anos na frente de um bar no Setor Jardim dos Estados em junho de 2016.

De acordo com o TJ-RO, o homem teve um mandado de prisão expedido pelo juízo do município e ele foi preso no dia 27 de junho após ser avistado pela Polícia Rodoviária Federal na BR-364. O suspeito retornou ao município e foi capturado momentos depois enquanto trafegava em uma caminhonete pela Rua Rio de Janeiro.

Durante a ação, o pecuarista conseguiu destruir um aparelho celular que lhe pertencia dentro da caminhonete e foi impedido de quebrar outro celular pelos policiais militares que atuavam na ocorrência.

Segundo a 1ª Câmara Criminal do TJ-RO, a defesa do acusado sustentou no recurso que a prisão do pecuarista é ilegal e abusiva, tendo em vista que ele nega a autoria do homicídio. Além disto, a defesa apresentou que o acusado só ficou sabendo do crime por meio de terceiros e que não existem provas contundentes de que ele tenha envolvimento no assassinato.

No entendimento da defesa, o pecuarista deveria aguardar o julgamento do caso em liberdade. Mas para o desembargador Valter de Oliveira, os fundamentos apresentados pela defesa não são suficientes para pleitear a liberdade do pecuarista e indeferiu o pedido liminar de habeas corpus.

Ao G1, o advogado Alexandre Moraes dos Santos relatou que a decisão foi somente a do pedido liminar e que agora aguardará resolução do mérito da ação, para que em seguida, seja possível definir quais os próximos passos da defesa.

O crime

Um homem de 38 anos foi morto a tiros na noite do dia 11 de junho de 2016 na frente de um bar localizado no Bairro Jardim dos Estados em Jaru.

Segundo a Polícia Militar (PM), dois homens chegaram em uma motocicleta, e o carona efetuou os disparos contra a vítima, que estava sentada na frente do bar. Mesmo ferido, o homem ainda tentou correr, mas morreu poucos metros à frente.

Fonte: G1/RO

Comentários: