A PM acredita que o homem foi atacado pela onça por causa das características dos dentes e mordidas.

Agricultor é morto por onça em Rondônia

Candeias do Jamari, RO - Um sitiante foi atacado e morto por uma onça-pintada na Floresta do Jamari, no distrito de Triunfo, a 100 quilômetros de Porto Velho. Segundo a Polícia Militar (PM), o morador havia saído para caçar na reserva no dia 28 de julho. Como o caçador não retornou para casa, a família decidiu fazer buscas na região. Nesta quinta-feira (3) eles encontraram a vítima já morta, com uma perfuração de dente no crânio.

Conforme a PM, o rosto do sitiante também estava desfigurado por causa das mordidas da onça e o braço esquerdo foi devorado pelo animal. A suspeita é que a onça tenha atacado o sitiante por ele ter se aproximado dos filhotes da onça.

A PM acredita que o homem foi atacado pela onça por causa das características dos dentes e mordidas encontradas na vítima.

O corpo da vítima, que não teve a idade revelada, foi localizado em uma área de reserva ambiental, na Floresta Nacional do Jamari, conhecida como Flona Jamari, onde a caça é proibida.

O sitiante tinha uma propriedade próximo da floresta, na Linha 623, no distrito de Triunfo, e, de acordo com informações atribuídas ao sobrinho da vítima, que encontrou o corpo, o sitiante era acostumado a caçar na região.

Conforme relato do sobrinho à PM, o sitiante saiu para caçar na tarde da última sexta-feira, em uma área onde costumava fazer a ‘ceva’, ou seja, preparar a isca para atrair animais.

O morador deveria ter retornar no sábado (29) para casa, como já era costume. Sem o retorno do sitiante, a família passou a fazer buscas no domingo (30) até que, nesta quinta-feira, o corpo foi localizado já em estado de composição.

A Polícia Militar de Itapuã do Oeste, próximo à região, foi quem atendeu o caso. Peritos do Instituto Médico Legal (IML), de Porto Velho, foram ao local e removeram o corpo para fazer os exames necessários.

O sepultamento do sitiante deve ocorrer na sexta-feira (4).

Fonte: VOZ DE RONDÔNIA

Comentários: